Dicas para um Natal Lucrativo – Parte 3

Dicas para um Natal Lucrativo – Parte 3

Estamos a oito dias do Natal, sei que as dicas aqui passadas tem sido de grande importância até pelos emails que venho recebendo. No entanto não temos muito tempo, portanto se você ainda não leu as dicas anteriores é só clicar nos links abaixo:

Dicas para um Natal Lucrativo – Parte 1

Dicas para um Natal Lucrativo – Parte 2

Em nossas dicas de hoje nada de anormal, visto que já é um assunto muito debatido em nosso dia a dia na loja, no entanto algumas empresas não tem um Plano estratégico para períodos sazonais como é o caso do Natal.

5° Dica – CFTV – O circuito fechado de TV tem importância ímpar no período sazonal, no entanto temos que ser assertivos no que diz respeito ao posicionamento, pois do contrario existirá pontos cegos na loja.

Primeiro verifique todas as câmeras em seu servidor, verifique se estão funcionando corretamente, se tem bom foco, se tem alguma desligada ou mesmo quebrada. São problemas rápidos de visualizar.

Acontecem sempre casos como um adereço usado na ornamentação da loja está em frente à câmera atrapalhando toda ou parte da imagem gravada. É importante retira-los o mais rápido possível, às vezes isto pode ter sido realmente a intenção.

Todos os pontos com produtos de alto risco devem está em continuo monitoramento”.

Verifique também os rádios comunicadores, faça testes de situações de furto na loja. Prepare sua equipe para situações onde podem estar mais de um furtante ao mesmo tempo em sua loja, na maioria das empresas de pequeno e médio porte, existe apenas um funcionário operando o CFTV, caso isto aconteça o mesmo deve está preparado, ele deve pensar estrategicamente também podendo tomar até decisões como qual furtante acompanhar 100%, visto o item que pode está sendo furtado. No caso um furtante de chocolate e outro de uísque doze anos, claro que o mesmo deve escolher o item com maior valor agregado sempre.

Os seguranças da loja e a equipe operacional do piso da loja devem está muito bem preparada para estas situações, abordagens preventivas e reativas devem ser alinhadas com práticas que não tragam prejuízos para a empresa com ações judiciais.

Deixo outra dica importante com relação ao CFTV, tenha sempre pelo menos dois operadores revezando a cada duas horas, por quê? Estudos mostram que funções muito repetitivas com pouca movimentação tira a atenção do operador, fazendo com que ele não consiga facilmente identificar detalhes importantes.

6° Dica – Furto – Para termos uma ideia no início do sistema de autosserviço, principalmente em supermercados, furtar produtos era atividade de jovens rebeldes, só para desafiar. Hoje, virou ação de profissionais, na verdade ultimamente existem quadrilhas especializadas nesse tipo de furto. De acordo com a associação de supermercados os valores chegam a R$ 1,5 bilhão, mesmo gastando certa de R$ 673 milhões com equipamentos de segurança.

As pesquisas nos mostra que os itens mais furtados são chocolates, carnes, salgadinhos, lâmina de barbear, desodorantes e bebidas. No entanto em períodos sazonais estes itens podem mudar bastante.

Primeiramente temos que saber que furto é crime e está no Art. 155 do código penal, no qual fala sobre subtrair para si ou pra outrem, coisa alheia, no entanto é importante saber que se o criminoso é primário, e o produto é de pequeno valor o mesmo pode somente pagar apenas uma multa. O problema é que este é um dos principais motivos para o grande numero de furtos em supermercados, às vezes pode parecer insignificante o valor de um vidro de café, mas quando juntamos chegamos a cálculos como o citado acima.

É nesse ponto que quero chegar, será que vale a pena identificar o furto de uma barra de chocolate e leva-lo as autoridades, onde ficamos por horas e tendo que provar através de imagens e testemunho o furto. Claro que não vamos deixar de fazer nosso papel, no entanto é como eu disse antes, coloque numa balança e veja qual pesa mais, e só leve as autoridades os casos que realmente valam a pena.

Pequenos casos resolvam com uma abordagem na loja mesmo, libere o furtante e retorne o produto para o estoque, às vezes isto pode ser a prática de uma quadrilha tentando tirar a sua atenção do furto maior.

“Tenha sempre respaldo do seu jurídico”.

Um abraço a todos!

Related Posts

Facebook Comments