Inventário ferramenta de Prevenção de Perdas

Inventário ferramenta de Prevenção de Perdas

Olá pessoal, estou aqui mais uma vez para falar um pouco sobre Prevenção de Perdas, desta  vez o tema abordado é Inventário como ferramenta de Prevenção de perdas, na verdade o  que seria da prevenção sem esta importantíssima ferramenta. A primeira pergunta é o que é  Inventário, nada mais é do que o confronto feito entre estoque físico e contábil, ou seja,  estoque que temos em loja e estoque sistêmico, a diferença encontrada é justamente a perda,  que é chamada de perda não-identificada.

 Existem diversos tipos de inventários, no entanto vamos focar no inventário físico de  estoque, o mesmo também pode ser realizado de varias maneiras, algumas empresas  preferem inventário terceirizado, outras optam por inventário com equipe interno, sem falar  naquelas que escolhem por mesclar os dois, mas em qualquer um o apoio da prevenção é incondicional.

É importante saber que aquele mito que inventário não podia ser avisado, e que o gestor tinha que ser pego de surpresa não pode existir, até porque o inventário é importantíssimo e deve ter uma preparação como o Professor Ivan Moreira bem ressaltava nas suas aulas. O intervalo entre inventários é uma escolha também das empresas, mas cabe ao setor de prevenção ajudar a escolher a melhor opção.

Eu prefiro inventários gerais trimestrais pra se começar um bom trabalho de prevenção e aos poucos com a diminuição do índice de perdas aumentarem o intervalo, passando assim pra quatro e assim chegando a ser anual ou semestral. No entanto o amadurecimento e a acuracidade dos inventários também depende do inventário rotativo, que é um inventário especifico numa determinada área, onde tem um intervalo maior, podendo ser semanal, quinzenal e mensal, e repete em um ciclo continuo.

Então como definir estes inventários, como eu sempre digo não existe receita pronta, cada loja tem sua realidade, o meu ponto critico pode não ser o seu ponto critic0, então a primeira coisa que devemos fazer é um inventário geral, o mesmo deve ter auditoria da equipe de prevenção de perdas nos produtos de alto risco (uísque, cervejas, carnes, queijos, vinhos e outros).

É importante que a empresa determine um checklist de preparação de inventários, onde devem ser definidos diversos aspectos como data pra avisar a equipe de quando será o inventário, assim também como para avisar aos demais setores, principalmente o setor comercial, que deve programar as compras e entregas para que pelo menos dois dias antes não cheguem mercadorias na loja, visto que o estoque tem que ter o chamado corte nas entradas, facilitando assim contagens internas, como estoques e câmaras. É importante também que todas e requisições internas e demais saídas já tenham sido faturadas antes de começar o inventário.

Antes de começar a contagem verifique sempre se os produtos estão separados por tipos e códigos de barras, para que assim não aja confusão e nem tão pouco retrabalho, se a loja não estiver preparada e melhor cancelar o inventário, pois sua acuracidade estará comprometida caso seja feito o contrario.

É importante na contagem o uso de coletores de dados, para assim facilitar a coleta de informações, e não podemos esquecer-nos de usar placas para determinar a situação de cada seção, como por exemplo, contado quando a mercadorias esta pronta pra ser coletada, e coletado quando a mercadoria já foi coletada. Isso facilita muito a inspeção no decorrer do inventario assim como no seu termino.

A parte mais importante do inventario, é apuração do resultado, mas vou deixar o mesmo pra o nosso próximo artigo, onde falaremos sobre os relatórios divergências. Continuem divulgando o nosso site nos sigam no Twitter e curta nossa pagina no Facebook.

Related Posts

Facebook Comments