Perdas de Mercadorias do Estoque para o Piso de Loja

Perdas de Mercadorias do Estoque para o Piso de Loja

Sabemos que as perdas ocorrem em qualquer lugar ou setor, o que muitas vezes acaba que nos deixando um pouco secos, me refiro a dor de dono. Muitas vezes estamos tão acostumados com as Perdas que  nem enxergamos como problema e sim como uma parte do processo.

Nossas perdas não podem ser encaradas desta forma, relato aqui esta questão porque o que mais vejo ocorrer são situações onde os promotores ou mesmo repositores ao transportar a mercadoria para a loja, estouram embalagem por conta do mau acondicionamento no carrinho de carga, já é uma questão comum, olha ai mais uma vez o comum.

Perdas zero é impossível, no entanto não podemos agir com negligencia. Temos o papel de prevenir perdas antes de qualquer coisa, numa empresa média com 12 repositores onde cada um durante sua jornada de trabalho chegam a expedir oito carrinhos para abastecer a loja, no caso teríamos uma média de 96 carrinhos por dia e por mês 2880 carrinhos.

Esta é uma atividade repetitiva, por este motivo deve ter uma atenção da unidade de tratamento de mercadorias, normalmente ela é responsável pela verificação de tudo que não esta em condições padrão. É justamente este setor que vai lhe dá um mapeamento do problema com isso você deve definir outros níveis de acompanhamento, tipo começar a acompanhar qual a seção que mais tem quebras, qual horário e também qual repositor.

Neste segundo passo você já pode encontrar algumas respostas, tais como o setor que tem mais quebras é o de mercearia seca, neste momento o gestor da loja vai relatar claro o meu setor tem um giro maior, vende mais entre outras desculpas verdadeiras (verdade é uma afirmação), no entanto você como gestor de lucratividade deve informar ao gestor que o setor dele realmente é o que mais vende, no entanto é o setor que tem a menor margem e também o com maior troca.

Então temos uma situação normal em nosso dia a dia um conflito, devemos fazer com que o gestor da unidade entenda que o fato de vender mais não pode fazer com que se acostume com as suas perdas, como eu relatei no começo deste Post, na verdade devemos separar produção de produtividade como eu já falei aqui em outros artigos, o fato de se ter rapidez no abastecimento não garante eficiência, às vezes o custo é tão alto das perdas e trocas do setor que é melhor contratar outro profissional para dividir as atividades daquela seção.

A quebra alta vai diminuir ainda mais a margem desta seção, o que nós varejistas temos que entender é que podemos e devemos ser analíticos, sabemos que o varejo é dinâmico, nos preocupamos a cada minuto com as vendas, claro que sim prevenção de perdas também deve se preocupar com vendas visto que são as vendas que pagam nossos salários, fornecedores, acionistas e todas as despesas para que a empresa continue funcionando, mas não adianta tapar o sol com a peneira.

As mercadorias devem ser levadas para o piso de vendas com todo o cuidado que temos na entrada, você lembra que na sua doca você tem um conferente que o mesmo verifica todos os seus produtos com uma nota cega, as informações são confrontadas no sistema em caso de divergência o fiscal ou encarregado de prevenção entra para verificar a carga recebida e com isso eliminar ocorrência de erros neste processo, sem falar nos produtos de alto risco que são auditadas 100% pela prevenção.

Depois de todo este cuidado na doca, entra os cuidados com o armazenamento, seja ele seco ou frio, é validade, acondicionamento, estruturas e muitas outras situações. Logo após estes dois processos tão bem definidos nos esqueceram de que o percurso da mercadoria do estoque para o piso de loja é outro ralo e pior ainda nos contentamos, pois achamos normal, não podemos aceitar.

Defina procedimentos neste processo, claro que sempre pensando no dia a dia da loja, não crie processos muito burocráticos, pois os mesmos podem causar tanto problemas para a base de operações, vista que é ela a responsável, como também conflito com a gestão. É só definir acompanhamento por parte da prevenção de perdas, mensurar melhor a quebra e atacar onde esta o ralo.

Um forte abraço a todos!

Related Posts

Facebook Comments