Prevenção de Perdas em Defesa do Consumidor – Terceira Parte

Prevenção de Perdas em Defesa do Consumidor – Terceira Parte

 

A grande complexidade que existe no Código de Defesa do Consumidor, faz com que os Consumidores e até mesmo os Varejistas não atente as ferramentas que as possui, mas na verdade o grande problema é que o consumidor fingi que sabe de seus direitos e o comerciante finge que cumpri os direitos do consumidor.

Neste mundo também é comum os consumidores fazerem vista grossa em muitas situações, mas a grande questão que temos que resolver é como exigir esses direitos e principalmente como eu varejista posso não ter problemas. Peço que se você não leu a Primeira e Segunda Parte desta série abaixo estão os Links.

Uma das questões mais levantadas no comercio é como funciona a questão das ofertas? A famosa promoção. Existem muitas empresas que fazem queima em estoques ou mesmo em mercadorias que estão com data critica isto não é proibido! Mas devem seguir algumas regras.

A Primeira dela é que os produtos devem assegurar as informações corretas, claras, precisas, ostensivas e em língua portuguesa sobre suas características, ou seja, nada de expor produtos com data critica sem uma placa avisando o dia em que o produtos estará vencendo, lembro que é de importantíssimo que produtos prontos pra o consumo não sejam comercializados com menos de três dias para se vencer.

A Segunda é que se deve prezar pela qualidade do produto garantindo assim as suas características naturais, como por exemplo, o iogurte que está na promoção não deve esta em uma temperatura ambiente  tipo em paletes na frente da loja e sim sob-refrigeração e respeitando a temperatura que o próprio fabricante exige então você consumidor ao ver este tipo de exposição oriente o gestor da loja, caso você não seja escutada faça o seu dever de consumidor que é denunciar praticas ilegais.

Junto a questões promocionais entram também as de Publicidade que muitas vezes se passam por esquecidas em varias situações.

A publicidade deve ser vinculada de forma que o consumidor entenda de forma fácil e imediata, nada de fazer promoções com produtos e fixar preços fracionados, isto acontece muito no setor de frios, açougue e padaria. Você varejista deve esta muito atento a estas questões pois o próprio PROCOM vem agindo forte com relação a este tipo de pratica.

Não esqueça também que é proibida toda publicidade enganosa ou abusiva, lembrando que Enganosa é quando de alguma forma a informação ou a comunicação seja inteira ou parcialmente falsa, seja na omissão que possa induzir o cliente a erro seja este erro da natureza do produto, características, qualidade, quantidade, propriedades, origem, preço e quaisquer outros dados sobre produtos e serviços.

Abusiva é a publicidade discriminatória de qualquer natureza, a que incite à violência, explore o medo ou a supertição, se aproveitar de julgamento e experiência da criança, ou seja, capaz de induzir o consumidor a se comportar de forma prejudicial ou perigosa à sua saúde ou segurança.

É simples de entender se a publicidade deixa de informar sobre dados essenciais sobre o produto é considerado como praticas enganosas.

As praticas abusivas são muitas e claro serão esclarecidas em nosso próximo artigo desta serie, um abraço a todos e até logo.

Related Posts

Facebook Comments