Troca de Etiqueta de Preço

Troca de Etiqueta de Preço

Como conseguir controlar um processo tão submisso a fraudes? Não é fácil ter que aceitar que mesmo com todos os nossos avanços ainda somos enganados por práticas antigas.

Por mais que você pense que já fez de tudo, alguém te surpreende e consegue fraudar é tipo um antivírus, quanto mais atualizações, mais irão aparecer vírus novos e consequentemente novas atualizações serão necessárias.

A questão do querer sempre se dá bem praticada por uma pequena parte da população, que mesmo sendo pequena trás um grande prejuízo para as empresas, sempre nos deixa atentos em praticamente tudo o que é vendido fracionado em nossa loja, garanto que seu operador de caixa está orientado com relação a pesar a carne em sua balança e confrontar com o peso registrado na etiqueta, também verificar se as carnes de primeira como picanha e filés estão realmente pesadas como tal.

No entanto para esta conferência é necessário um nível mais aguçado de conhecimento por parte do operador, entra ai a área de prevenção de perdas.

 Primeiro você deve tratar da operação no principio, providencie etiquetas especiais que chamamos de antifurto, nada mais é do que uma etiqueta que ao tentar troca-la e rasga, mas você nunca consegue trocar ela inteira, pois a mesma é picotada. Ela por si só já ajuda a diminuir bastante esta pratica.

Com relação ao operador de caixa ele deve ter um treinamento, que primeiro deve abordar os itens mais visados pelos furtantes, normalmente são cortes de primeira de bovino. O colaborador deve saber identificar uma picanha, filé mignon, maminha entre outros. Não deixe também de passar para o operador de caixa que ele deverá pesar o produto e como já tinha dito confrontar com o peso da etiqueta. É importante que você identifique os itens mais furtados em sua loja e fazer o treinamento baseado nisso, ou seja, se na sua loja a charque é o mais furtado então foque seus esforços no mesmo, treine seus operadores de caixa par identificar cada tipo de charque.

Até ai tudo bem, sei que tenho que comprar etiquetas especiais e treinar minha bateria de caixa para identificar fraudes, mas com relação a meus balconistas, açougueiros e outros profissionais que preparam os produtos para o cliente, como inspecionar?

Não será tarefa fácil, mas quem disse que varejo é fácil de controlar, melhor ainda quem disse que prevenção de perdas é simples. Estamos aqui para soluciona problemas não para gerar, portanto use da ferramenta mais importante do nosso canivete suíço o inventário rotativo.

Para utilizar o inventário rotativo nesses casos é fácil, basta você criar um acompanhamento nos itens que tem maior índice de perdas, neste seguimento de vendas fracionadas e passar a auditar diariamente de maneira aleatória e claro poucos por dia, escolha, por exemplo, dez por dia. Os colaboradores jamais devem saber quais itens serão contados, isso já inibi, pois como o colaborador não sabe qual item será contato não vai querer arriscar.

Você já identificou a fraude de troca de etiqueta em sua loja? Colabore conosco e deixe um pouco de sua vivencia em nossos comentários aqui no Post, no Facebook ou Linkedin.

Related Posts

Facebook Comments